Repsol Sinopec apresenta PredictMain 4.0 na TechWeek 2019

O projeto engloba aspectos como interoperabilidade, virtualização, uso de realidades aumentada e virtual, inteligência artificial, big data analytics e aprendizado de máquina (learning machine).
download

De 26 a 29 de agosto, a Repsol Sinopec Brasil participou da Oil & Gas TechWeek 2019, no Rio de Janeiro. Em sua 4º edição, o evento tem como tema “Os impactos da tecnologia digital no futuro da indústria de óleo e gás”. Durante os quatro dias de evento, a Repsol Sinopec apresentou ao público em seu estande o projeto PredictMain 4.0, resultado de parceria entre a companhia, a Aveva e o Senai RJ.

“O PredictMain 4.0 está inserido no processo de transformação digital que a Repsol Sinopec vem promovendo em suas operações. O projeto engloba aspectos como interoperabilidade, virtualização, uso de realidades aumentada e virtual, inteligência artificial, big data analytics e aprendizado de máquina (learning machine). O objetivo geral é aumentar a segurança, diminuir os riscos e melhorar os processos de manutenção, privilegiando a manutenção preditiva”, explica Támara García, gerente de Pesquisa e Desenvolvimento da Repsol Sinopec Brasil.

Por meio de óculos de realidade aumentada, os visitantes do estande da companhia podem caminhar por cinco módulos (turbo geradores A, turbos geradores B, Injeção de água e remoção de sulfato, compressão de gás A e compressão de gás B) digitais da plataforma P-50, operada pela Petrobras e a Repsol Sinopec no campo de Albacora Leste.

No dia de abertura da TechWeek 2019, Támara García mediou o painel “Quais são os desafios do setor de O&G para a indústria 4.0?”. Em sua fala, pontuou aqueles que considera ser as principais barreiras a serem vencidas: “É primordial que a indústria de óleo e gás, para ter sucesso no processo de transformação digital, promova uma mudança cultural nas empresas e desenvolva recursos e capacidades, com investimentos em P&D e em capacitação de sua mão de obra.”

Nos últimos quatro anos, a Repsol Sinopec investiu mais de 150 milhões de reais em projetos de P&D para tomar decisões com mais precisão e segurança, gerando energia de maneira mais sustentável e eficiente.

 

 

Támara García, gerente de Pesquisa e Desenvolvimento moderou o painel sobre Indústria 4.0 na TechWeek 2019



Assessoria de Imprensa