Repsol Sinopec Brasil lança desafio de digitalização

Startups e micro empresas e empreendedores podem inscrever projetos com soluções inovadoras e disruptivas para o setor de óleo e gás até o dia 16 de maio
download

Em um mundo em constante evolução e com crescente demanda de energia, a Repsol Sinopec Brasil vem somando talentos para superar os desafios do setor, encontrando soluções que tornem possível reduzir custos, economizar tempo, ampliar a segurança e reduzir impactos ambientais. Com esse espírito, a empresa lança nesta segunda-feira o Desafio de Digitalização, em parceria com a Acelera Cimatec e o suporte do Senai Cimatec. As inscrições para participar do programa vão até o dia 16 de maio e podem ser realizadas pelo site www.desafiorepsolsinopec.com.

O Desafio de Digitalização Repsol Sinopec vai selecionar cinco projetos de novas soluções tecnológicas para o setor de óleo e gás utilizando técnicas de Inteligência Artificial, equipamentos robóticos, modelagem computacional ou digitalização. Os temas prioritários são o “Aumento da eficiência operacional e HSSE” e “G&G e engenharia de reservatórios”.

“Para a companhia, a cooperação é o caminho mais efetivo para a inovação. O objetivo é o desenvolvimento de tecnologias que possibilitam um processo de tomada de decisão mais seguro e preciso, viabilizam o desenvolvimento de campos e maximizam os resultados dos ativos, sempre priorizando a segurança das pessoas e a preservação do meio ambiente”, destaca Tamara Garcia, gerente de Pesquisa e Desenvolvimento da Repsol Sinopec Brasil.

Poderão participar do programa startups de base tecnológica, micro ou pequena empresa, incluindo também o Micro Empreendedor Individual (MEI), com CNPJ ativo, de qualquer atividade econômica, desde que apresente competência tecnológica para solucionar o desafio.

Serão selecionados cinco projetos. Cada um vai receber até R$ 866,6 mil dos quais R$ 266,6 mil serão aportados no projeto por meio de bolsas e R$ 600 mil serão disponibilizados em formato de horas técnicas de especialistas e uso de infraestrutura do Senai Cimatec, entre outros.

O Desafio da Digitalização faz parte do Edital de Inovação para a Indústria, uma iniciativa do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e do Serviço Social da Indústria (SESI). Desde que foi criado, em 2004, o Edital ajudou mais de 800 empresas a serem competitivas por meio de novos produtos e processos inovadores. Já foram selecionados mais de mil projetos inovadores, nos quais foram investidos mais de R$ 545 milhões.

“O Senai está pronto para ser o principal parceiro da indústria brasileira nesta nova revolução digital. Os Institutos de Inovação já entregaram 332 projetos de P&D e inovação à indústria, sendo 36% com pequenas empresas e startups de base tecnológica e 44% com grandes empresas, com destaque para projetos de alta complexidade no segmento de óleo e gás. Mais importante, 91% dos projetos foram entregues no prazo contratado”, explica o gerente-executivo de Inovação e Tecnologia do Senai, Marcelo Prim.

Os projetos em questão serão desenvolvidos em até 12 meses, com início previsto para julho de 2019. Ao longo da execução do projeto será realizado o acompanhamento e avaliação do desempenho das equipes. Poderão ser eliminados do processo aqueles que não atenderem às expectativas ou não realizarem os entregáveis conforme plano de trabalho aprovado. Os projetos selecionados terão o apoio da equipe da Repsol Sinopec e do Senai Cimatec.

Nos últimos três anos, a Repsol Sinopec Brasil investiu cerca de R$ 80 milhões em Pesquisa & Desenvolvimento no Brasil, para desenvolver tecnologias inovadoras em parceria com universidades federais, startups e empresas de pequeno e grande porte.



Assessoria de Imprensa